Red / Benjamim Leandro Medeiros

PORTUGAL | Portugal |http://www.fineart-portugal.com/author/171

Red / Benjamim Leandro de Medeiros, nasceu em Ponta Delgada (S. Miguel, Açores) em 1960.

É um apaixonado pela arte de fotografar, nas veias corre o basalto negro, no coração a dolência das ondas num mar sem fim, na alma de açoriano tem o verde a indicar-lhe a esperança. Regista com um olhar sem segredo, a alma da sua gente e tudo o que se identifica com a sua forma de ser e estar na vida porque, afinal a vida é uma passagem. Dedica-se com alma à arte de fotografar, porque é através da fotografia que os instantes se deixam ver tal como são.

Tem vindo a colaborar com os seus trabalhos em eventos culturais. Colaborou com a RTP – Açores, em grafismo na elaboração de genéricos e separadores. Contribui com trabalhos expostos em grandes dimensões em outdoors para um bem-estar citadino, na maior cidade açoriana.

É com os seus trabalhos expostos na galeria de arte “FineArt-Portugal” que tem revelado a qualidade do seu trabalho.

Destacando-se em 2014/2015/2016/2017 com o maior número de trabalhos aprovados e exposto entre 2937 fotógrafos de 77 paí­ses. Colaborou com a “Corridor Elephant” na collection Art Poket,  na elaboração de um e-book com 70 imagens. Fez parte do livro colecção Arte “20 fotografia de rua” e “20 retrato a cores”, colabora com imagens em outros livros . Expôs em 2016 ” Momentos, Sentimentos e Emoções” no iNstantes – Festival Internacional de Fotografia de Avintes. Expõe em várias páginas de fotografia na internet com trabalhos destacados . Convidado a Júri de vários concursos de fotografia.

É conhecido como o fotógrafo vermelho.

 

EXPOSIÇÃO: SENTIMENTOS, MOMENTOS E EMOÇÕES !!!

F2 ... - Cópia© Red/ Benjamim Leandro Medeiros

Tudo acontece no momento presente. A vida é agora. O crescimento acontece agora. A felicidade existe agora. Os sentimentos são reais neste momento. Tudo o mais é fantasia.

O momento é breve, dura alguns segundos, como sempre, ele foi-se e passamos de imediato para o próximo. Os momentos vêm e vão, os sentimentos contidos neles envelhecem e a fotografia serve para preservar estes momentos.

O fotografo luta para captar o gesto, para contar o detalhe e captar o sentimento do todo e torná-lo vivo.

A arte de fotografar existe para manter vivo o momento vivendo o presente. Cada momento que é efémero sucede e antecede o momento.

texto de  Benjamim Leandro Medeiros

 

 

 

 

 

 

132 Total de Visitas 1 Visitas Hoje