PORTUGAL

Claro de Oliveira nasceu o ano de 1949, em Pedroso, Vila Nova de Gaia.

Durante a sua formação na Escola de Artes Decorativas Soares dos Reis, enquanto elaborava os trabalhos já imaginava os seus enquadramentos, numa visão estética. Deliciava-se então,  a folhear e observar revistas com imagens dos grandes fotógrafos. Aos quinze anos comprou juntamente com um amigo a primeira máquina fotográfica!

Mais tarde, participou em concursos fotográficos, recebeu vários primeiros prémios em concursos nacionais e foi alvo de alguns artigos elogiosos nos jornais.

O autor tem um estilo próprio em que, muitas vezes,  faz o enfoque na beleza do pormenor e envolve-o com uma certa penumbra que o ajuda a sobressair.

Com grande sensibilidade pela natureza e pelas pessoas, o seu click envolve total paixão: dissimula-se no ambiente,trepa, salta, desce, sobe, deit-se no chão… e capta a essência do ser, transpondo assim, a luz forte ou serena da imagem para a nossa alma.

texto de Ana Ferreira

 

EXPOSIÇÃO: VIDA ENTRE RIO E MAR

© Claro Oliveira

Homem rude, de mãos grandes, encardidas, cortadas. Atento, alerta, em silêncio ou em voz de trovão, Olhar azul, com horizontes sem fim.

Hoje, para especialmente não esquecer os homens heróis, com damas de ferro, que vivem com pouco nas ondas dos dias, e para quem tantas vezes a terra é miséria.

E são estes os primeiros, os que construíram a costa onde se levantam vilas, cidades… são património e homens de hoje, exímios na sua Arte única – da pesca e da Vida – que merecem ser Memória presente.

texto de Cláudia Almeida

 

 

Total Page Visits: 78 - Today Page Visits: 1