Domingos Monteiro

PORTUGAL | www.domingosmonteiro.com

Domingos Monteiro nasceu em 1956 na cidade do Porto, mas foi em Angola que passou a sua infância e juventude. Foi nesta África, aos 13 anos, que usou a sua primeira máquina fotográfica, sobretudo em retratos sociais e de família mas também na captura do que é a fotografia de natureza.

Regressado a Portugal em 75 foi realizador na RTP, sobretudo na área documental, sendo autor de documentários exibidos em Portugal, Espanha, Itália, República Checa, Alemanha, França, Finlândia, Inglaterra, EUA e Canadá. Alguns dos seus documentários obtiveram prémios em festivais internacionais, em Portugal, Alemanha e EUA e outros encontram-se no espólio do Museu do Homem, em Paris.

É produtor e editor independente há mais de 20 anos, permanecendo ligado à área dos audiovisuais.

Nos anos mais recentes tem dado curso a uma verdadeira paixão – a fotografia como expressão artística e retrato de época – sobretudo nos registos de rua e paisagem, onde se sente inspirado por nomes como Ansel Adams, Cartier-Bresson, Robert Capa ou Doisneau.

 

SOLITUDE

Leiria, Centro Histórico

© Domingos Monteiro

Cada um como um Universo. Interior, a sós, recolhido, (intra)olhando-se.

Capturados os momentos de grande isolamento – não necessariamente de solidão – remetemo-nos ao nosso próprio interior. Na condição de estar consigo próprio – a solitude – encontramos o ponto de partida para percursos internos: a contemplação, a reflexão, a fruição, a criação …

Uma caminhada a sós pelo trilho de uma vida pode ser matéria plástica?

Uma vida pode ser matéria poética? Todas as perguntas encontram uma resposta?

Talvez que ser, caminhar e procurar respostas seja um caminho a fazer a sós, uma obra sempre inacabada, em solitude.

.

.

.

.

295 Total de Visitas 1 Visitas Hoje