PORTUGAL I  https://www.facebook.com/stug.at.reanimat

Informático de profissão e alma, no coração a fotografia.
Adepto da experimentação e no quebrar das regras de ouro, nas raízes transmontanas encontrou inspiração, na amizade a dedicação.
Freixo de Espada à Cinta, 1977. Porto, cidade onde vive desde sempre.

 

 

EXPOSIÇÃO: NESTE MEU REINO MARAVILHOSO

© Francisco Cardoso

Como a gente se perde! A linguagem que o meu sangue entende — é esta. A comida que o meu estômago deseja — é esta. O chão que os meus pés sabem pisar — é este. E, contudo, eu não sou já daqui. Pareço uma destas árvores que se transplantam, que têm má saúde no país novo, mas que morrem se voltam à terra natal.” Torga.

 

 

 

 

 

Total Page Visits: 906 - Today Page Visits: 3