PORTUGALwww.fotoengenho.pt

Nascido a 30 Dezembro 1961, no Porto,  é Licenciado em Engenharia Civil  e  Doutorado  em  Engenharia Civil ( Hidráulica ) pela F.E.U.P.

Profissionalmente é Professor Auxiliar de Hidráulica da F.E.U.P. – Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto

No que respeita à Fotografia é autodidacta, tendo desde sempre sentido especial ligação “às coisas do ar”, desenvolvendo uma estreita ligação entre a fotografia, a aviação e em especial com a fotografia aérea e a sua particular ligação ao Território, ao Ambiente, à Engenharia e à Hidráulica em particular.

Participou em alguns concursos fotográficos:                                                                                              – 3º  Prémio do VI Concurso de Fotografia da Revista MAIS ALTO – 1997  – Revista oficial da Força Aérea Portuguesa                                                                                                                                          – 1º  Prémio do VII Concurso de Fotografia da Revista MAIS ALTO – 1998                                           – 2º Prémio do Concurso de Fotografia da Revista MAIS ALTO – 2007

Constituiu, em 1998, a empresa  FOTO ENGENHO, Projectos e Serviços de Fotografia Lda, vocacionada para a realização de serviços fotográficos e de imagem, com especial incidência nas áreas  de: Fotografia Aérea; Fotografia de Engenharia, Fotografia Industrial, Fotografia de Aviação, Produção de Ortofotomapas georeferênciados de elevada resolução, Produção de visitas virtuais com fotografia VR / 360º, Levantamentos de monumentos por fotogrametria, Produção de maquetes físicas, a partir de imagens aéreas, Produção de publicações institucionais e promocionais.

Até esta data realizou distintos trabalhos, salientando-se a realização de campanhas de Fotografia Aérea ao longo de toda a Costa Atlântica portuguesa, sobre rios, albufeiras, caminhos de ferro, Metro do Porto, PORTO 2001, EPAL, IGESPPAR, etc.

Paralelamente realizou algumas exposições, nomeadamente:                                                              – Participação na Exposição Colectiva “VI FIXART”, Torres Vedras – Abril 1998.                                – Exposição individual   “VOAR – O Verdadeiro Sentido do Éter”, ( fotografia de aviação)  em Santa Cruz, em Junho 1999, e na Póvoa de Varzim em Abril 2000.                                                      – Expôs trabalhos integrantes das Comemorações dos 50 da Força Aérea Portuguesa.             – Exposição “ Entre o Mar e a Terra”, LNEC- Laboratório Nacional de Engenharia Civil, VII Congresso da Água, 8 a 12 Março 2004.                                                                                                            – Exposição “ Entre o Mar e a Terra”, Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, Março a Abril 2004, C.M. Póvoa de Varzim 2006, C.M. Peniche 2007, C.M. Amadora 2007.         – Exposição “RED BULL” a convite da Red Bull, integrante da Red Bull Air Race – Porto, 2007                                                                                                                                                                                  – Exposição “Voar”, C.M. Póvoa de Varzim, 2007.                                                                                          – Expôs o Projecto “detalhAR”, como um projecto de imagens “Fine-Art” na Galeria “A`PARTE”, 2017.                                                                                                                                                        – Expôs  o Projecto “detalhAR” no Museu do Futebol Clube do Porto, 2016 e em vários outros locais, nomeadamente C.M da Lajes do Pico, Semana dos Baleeiros, 2008, C.M. de Albergaria-a-Velha, 2015, FEUP, 2016, Óbidos, 2018.                                                                                 – Expôs, como convidado da organização, no “21ème Salon International du Patrimoine Culturel”, no Carrousel du Louvre, Paris, 2015, um conjunto de imagens sobre o património

 

EXPOSIÇÃO: detalhAR

© Francisco Piqueiro

Ao pensar-se em fotografia aérea, provavelmente as primeiras associações que se fazem, passam pela a ideia de abrangência e total amplitude. Por conseguinte, a visão inequívoca. No entanto, mesmo a “alguns” metros de altitude, a ilusão acontece. É neste ponto que reside a intenção desta exposição. Assim, a partir do enfoque no detalhe e na anulação de referentes mais decifráveis,
pretende-se com estas imagens transportar o observador  para narrativas, que só a ele lhe pertencem e de certo modo, explorar na fotografia aérea novos campos de fruição.

 

 

 

 

Total Page Visits: 7 - Today Page Visits: 2