Hélder Paz Monteiro

CABO VERDE |  www.olhares.helderpazmonteiro

Hélder Paz Monteiro, nasce na ilha de Santo Antão (Cabo Verde), em   1973. Em 1998, enquanto estudante de arquitectura e urbanismo no Rio   de Janeiro (Brasil), compra a sua primeira câmara fotográfica analógica   e começa a fazer as primeiras fotografias. Em Abril de 2004, na Suíça,   adquire uma câmara fotográfica digital e a partir dessa data começa a  encarar a fotografia de forma diferente. De 2005 a 2018, além de participar em várias exposições colectivas dentro e fora do país, destaca-se ainda em oito individuais realizadas em Cabo Verde. É co-autor em 8 antologias de fotografias contemporâneas publicadas em Portugal pela Chiado Editora e Edições Vieira da Silva. Por duas vezes foi nomeado na categoria “cultura” nos “Somos Cabo Verde – Os Melhores do Ano”

 

EXPOSIÇÃO: A (LUZ) QUE (NÃO) VEMOS…

© Hélder Paz Monteiro

Na fotografia, assim como em qualquer manifestação de carácter selectivo, não há regras. Mas é inegável que a prática da fotografia nos ensina um código visual, alterando a noção do que é digno de se olhar. E quanto mais se pratica esta arte (fotografia), entenderemos que, o que uma fotografia não mostra é tão importante como o que ela nos dá a ver… uma mensagem visual pode dar uma impressão de verdade e falsidade ao mesmo tempo.

Por assim dizer, todos nós vemos o mundo de formas diferentes. Na verdade, não temos escolha quanto a isso porque as nossas experiências do mundo são necessariamente diversificadas. Nenhum de nós vê o mundo como ele realmente é: cada um de nós vê de acordo com nossas histórias partilhadas e com as individuais e sem esquecer é claro, que nós não enxergamos aquilo que não estamos preparados para ver.

O importante é vivenciar o essencial antes de quaisquer palavras, fotografar como se tivesse uma única chance, com a consciência de que a fotografia precisa ser criada primeiro dentro de nós, sem deixá-la à mercê da própria sorte. A criação é interna, espontânea, determinada e livre.

Resumidamente, pode-se dizer que não basta apenas ter um óptimo equipamento se não temos um olhar atento, criativo e principalmente treinado a ver o que ninguém viu de uma forma diferente e é exactamente isso que quero mostrar com essas fotografias feitas no mercado municipal na cidade da Praia (capital de Cabo Verde), localizado na ilha de Santiago.

texto de Hélder Paz Monteiro

 

 

 

 

 

 

302 Total de Visitas 1 Visitas Hoje