João Ferreira

PORTUGAL

João Ferreira nasceu em Leiria (1976), onde reside e trabalha.

A fotografia acompanha-o num percurso paralelo a todas as suas outras actividades, desde a década de noventa, altura em que deu os primeiros passos na descoberta desta expressão.

Desde 2008 desenvolve os seus trabalhos com recurso à fotografia digital, utilizando pontualmente a câmara analógica. Entre 2010 e 2011 publica em algumas revistas de automóveis clássicos, em Portugal e França.

A partir de 2012 os temas dos seus trabalhos são dedicados essencialmente à  fotografia documental humanista, tendo projectos elaborados e publicados em diferentes países.

Em 2016 o ensaio Arquipélago foi seleccionado pela agência Magnum e pela Canon, para a leitura de portefólios no Visa Pour l´Image em Perpignan, França, foi finalista do Prémio Revelação dos Encontros da Imagem, Braga e recebeu uma menção honrosa no Tokyo International Photo Awards, Japão. Em 2017 foi vencedor do Prémio Internacional Fotojornalismo Estação Imagem, na categoria vida quotidiana.

Expõe regularmente desde 2012.

 

 

.Exposição: ARQUIPÉLAGO

03 - Arquipélago - Cópia© João Ferreira

[PT] Numa era cujo ambiente social se caracteriza pela sua enorme mutabilidade, Arquipélago mostra-nos pessoas autênticas em contextos reais, numa África insular carente de recursos naturais.

O ensaio fotográfico de João Ferreira (Leiria, 1976) é um mergulho em duas ilhas de um arquipélago que tem nome de país: Cabo Verde.

Realizado entre a Primavera de 2015 e o Inverno de 2017, nas ilhas de São Vicente e Santo Antão, este trabalho apresenta-nos uma visão despida de filtros e ilusões, que demonstra a força da fotografia na documentação de uma realidade de um paí­s jovem, a comemorar quatro décadas de independência.

Arquipélago percorre os trilhos de um território com uma identidade única, mistura de amor pela música, pelo futebol e pelo mar, com um olhar poético sobre a humanidade.

.

[EN] In a time characterized by a highly changeable social environment, Archipelago shows us authentic people in real contexts, in an insular Africa of poor natural resources.

This photographic essay developed by João Ferreira (Leiria, 1976) dives in the islands of an archipelago named after a country: Cape Verde. 

Performed between the Spring of 2015 and the Winter of 2017, on the islands of São Vicente and Santo Antão, this work offers us a clear vision without filters or illusions, showing the strength of photography as a vehicle to document the reality of a young country, celebrating four decades of independence.

Archipelago runs through the rails of a territory with a unique identity, a combination of love for music, for football and the sea, with a poetic view on humanity.

 

 

 

439 Total de Visitas 2 Visitas Hoje