Juan Cristóbal Cobo

COLÔMBIA | Colombia | www.juancristobalcobo.com

Juan Cristóbal Cobo nasceu em Cali (Colômbia) e desde muito jovem se interessou pela imagem. Estudou cinema na Universidade de Nova Iorque, cidade onde viveu e trabalhou durante mais de dez anos. Como director de fotografia filmou nove longas-metragens, várias curtos e centenas de comerciais, sendo nomeado duas vezes para a categoria de melhor fotógrafo para longas-metragens nos prémios nacionais de cinema na Colômbia. Na área da publicidade os seus trabalhos como director foram premiados em festivais nacionais e internacionais. Juan Cristóbal foi merecedor do reconhecimento como melhor director de cinema publicitário no El Ojo de Iberoamérica.

Desde à algum tempo Juan Cristóbal decidiu voltar a explorar a arte da imagem fixa, e dedica-se a percorrer as cidades com a sua câmara. Destas viagens surge o seu primeiro ensaio fotográfico “La Séptima”, que foi publicado pelo The New York Times no início de 2016.  A partir desse momento começa a trabalhar comissionado por diferentes meios de comunicação como The Washington Post, The New York Times, Bloomberg, The New Yorker, entre outros.

Para os seus projectos pessoais interessa-lhe capturar momentos de realidade que se conectam de forma não concreta com aspectos de si mesmo. Desta maneira a solitária arte da fotografia converte-se  numa forma de reconhecer o mundo enquanto procura reconhecer-se a ele mesmo.

 

EXPOSIÇÃO:  LA CARRERA SÉPTIMA

58

© Juan Cristóbal Cobo

La Carrera Séptima  é a mais importante e histórica rua de Bogotá atravessando toda a cidade, transformando-se contínuamente durante o seu percurso de mais de trinta quilómetros. Este trabalho fotográfico está concentrado, a poucos quarteirões no centro da capital, onde esta rota tem históricamente uma conotação cenográfica; É o lugar essencial para a representação de Bogotá, testemunho dos eventos mais importantes que transformaram a cidade e o país.
 .
Hoje, La Carrera Séptima esforça-se para sobreviver no meio do caos e do esquecimento tornando-se o único mundo daqueles que a atravessam, o bem e o mal, o rico e o pobre, o formado e os que não aprenderam a ler, aqueles que continuam a sonhar e aqueles que há muito perderam as suas ilusões. Tentei fazer um retrato em que a dignidade e a deterioração não sejam opostas, mas se completem. Um retrato em que o desespero daqueles que se cansaram de insistir e a coragem daqueles que continuam a lutar vão bem. Um retrato que, ás vezes, mostra a agonia e outras vezes o resmungo. Um retrato em que, no meio do mal-estar e da ruína, ás vezes a curiosidade e a ilusão brilham..
 .
La Carrera Séptima também poderia ser o espelho de um país inteiro, a Colômbia.

 

 

 

 

 

 

 

 

210 Total de Visitas 2 Visitas Hoje