Xacobe Meléndrez Fassbender

Xacobe Meléndrez Fassbender é um fotógrafo galego nascido em 1963, em Teguciagalpa (Honduras). Com dois anos foi para a Galiza, terra de seu pai, onde mora desde então.

Usa a linguagem da fotografia, vídeo e instalações para transmitir sentimentos, sensacões e preocupações, fortemente entrelaçadas numa análise social do seu meio ambiente.

Desde o ano 2000 expõe regularmente, acumulando mais de 60 exposicões, individuais e colectivas, nacionais e internacionais (España, Itália, Portugal, Cuba, México, China…), participando também em vários fóruns de fotografia.

Já publicou em várias revistas e jornais (Fotografia, Natureza Galega, deViajes, Arte Fotográfica, A Nosa Terra, Tempos Novos, Galegos…).

Recebeu entre outros, o 1o Prêmio do II Concurso de arte do Ministério do Meio Ambiente 2007 (fotografia) e o 1o premio do II Concurso da fotografia de desporto, cidade de Santiago, 1998. Em 2013, a sua video-criação “Mentiras” foi seleccionada para a 13aMostra Internacional do M.A.C.

Faz parte do colectivo “arTeu”, que visa a busca de novos caminhos para a comunicação artística, onde tem curadoria de inúmeras exposições e outros eventos (Enarborar ou Bosque, paralelo 43 ° 21′ 45 “Outono Fotográfico 2011,”… na espera “…)

Berros no roncar das ondas

A costa, além de fazer uma fronteira entre a terra e o mar , é uma metáfora e realidade do encontro entre o homem e seu o meio ambiente. Sinal de identidade da geografia galega e paradigma de seu encontro com a sociedade.

Onde as ondas quebram diz o marinheiro que o mar grita , e nosso poeta ( Bernardino Graña ) coloca palavras ao seu berro de paixão, esperança e reclamação. E quando o mar fala pelos seus versos, encorajado pela especulação , a poluição ou desenraizamento , chama o bardo para inundar como um tsunami esta espécie espoliadora , destrutiva e egoísta , que só pensa em si mesma e no presente, desprezando a sua inteligência, característica inicial com a qual pode relacionar uma ação com o seu resultado ao longo do espaço e do tempo .Da minha mão, com a minha olhada bem apoiada no fundo da mente quis colocar a imagem às ícones líricas, adotando o ponto de vista do organismo vivo que é o oceano . Estratégia que demorar na visão de uma paisagem de tal jeito humanizada, para a glória e vergonha de seus actores e sofredores ao mesmo tempo.” Berros no roncar das ondas ” tentar colocar juntos, a voz do sentimento e o olhar para reforçar as suas perguntas. Quem somos nós?
O que fazemos ?
O que ficará da nossa passagem fugaz no tempo?
A vida, como nós mesmos, ou a morte como o resto do nosso sem tempo .

Xacobe Meléndrez Fassbender

 

http://www.xacobe.tk

 

xacobe

749 Total de Visitas 1 Visitas Hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *