PORTUGAL  I  www.filipascarpa.com

Ana Filipa Scarpa

Nasce em Lisboa em 1960. Frequentou Sociologia no ISCSP. Trabalhou na Galeria 111. Cursou Pintura em Azulejo do séc. XVII.

Começa a interessar-se pela Fotografia em 2006 e foi, essencialmente, como autodidata que fez o seu percurso, sendo uma fotógrafa versátil que procura permanentemente novos olhares.

A fotografia torna-se uma parte integrante na sua vida, seja a fazer fotografia, ou promove-la através da sua Galeria N118 e também da Galeria de Arte da Casa dos Patudos, onde trabalha ambas em Alpiarça.

 No estrangeiro destacam -se os 2º lugares na categoria BW no Concurso HIPA Dubai em 2019 nomeada Fotógrafa Equestre do ano em 2014, pela FEI, Normandia. Recebe a Medalha de Prata no Tokyo  Awards 2019. Distinção com Outstanding Award nos Spider Awards, USA e 2º lugar no Spider Awards, 2019. Menção Honrosa no concurso internacional Sony World Photography Awards 2014, Bronze Medal in Gacilly, FIAP Gold Medal, PSA Bronze Medal, Photography Society of America.

De mencionar ainda: Nine Hours Urban Photographer of the Year Award 2012, London Honorable Mention at the Society of Biology International Contest, Charles Darwin House, London, Reytor de Zelinia Prize, Slovakia, Polónia, Vencedora nos Estados Unidos com três 1º lugares no American Society of Civil Engineers 2 prémios UNESCO Performance Awards

Obteve outras distinções em Espanha, Itália, EUA, França, Macedónia, Polónia. Destaques fotográficos na NASA

É formadora, prestando Consultoria de Imagem a diversas empresas ligadas aos ramos imobiliário e hoteleiro.

 

EXPOSIÇÃO:  INTENCIONAL

© Filipa Scarpa

A fotografia com a técnica ICM, Intencional Camera Movement começou há poucos anos, quando me foi encomendado um trabalho para a decoração de um hotel em frente ao mar, em Portugal.

Para ser mais precisa, queriam trabalhos inéditos e diferentes, mas do local. Muito conhecido e com poucas chances de melhorar que já havia sido feito.

Fiz as imagens e estão hoje a decorar não um, mas dois dos hotéis da mesma cadeia-

O resultado é como se de uma pintura se tratasse, entre o impressionismo e do abstrato, de uma leveza enorme, uma sensação de grande conforto. Não deixei mais de fazer ICM, quer seja na praia, no campo, na cidade, ou em casa.

A exposição será uma mostra de imagens captadas com esta técnica.

Locais e espaços banais que com esta técnica viram olhares intencionais, irrepetíveis, únicos.

 

 

 

Total Page Visits: 733 - Today Page Visits: 3